Casal de cristãos idosos é agredido

Category:

Reações: 

   
 
Mesquita no Paquistão  
PAQUISTÃO (14º) - Um cristão de 80 anos morador do sul da província de Punjab declarou que ele e sua mulher de 75 anos foram espancados por muçulmanos. Ele teve seus braços e pernas quebrados, e sua esposa teve traumatismo craniano. O motivo foi por ele ter recusado uma prostituta oferecida pelos agressores.

Do leito do hospital em Vehari, Emmanuel Masih disse a Compass Direct News por telefone que dois poderosos muçulmanos donos de terras na região, os irmãos Muhammad Malik Jutt e Muhammad Khaliq Jutt, acompanhados por dois outros homens não identificados, trouxeram uma prostituta até sua casa em 8 de outubro.

Masih declarou que o ataque foi direcionado contra ele porque, como cristão, não teria o status social necessário para reagir legalmente, e os homens o ordenaram que tivesse relações sexuais com a prostituta em sua residência na vila 489-EB. Funcionários do hospital distrital de Vehari confirmaram que ele sofreu fraturas nos ossos do quadril, braços e pernas devido ao ataque.

De acordo com o advogado do casal, Rani Berkat, eles foram inicialmente levado às pressas para o hospital Burewala em Tehsil em situação crítica, mas os médicos os mandaram de volta a pedido dos irmãos Jutt.

Berkat disse que os agressores inicialmente intimidaram a polícia de Fateh Shah para que não registrassem as acusações contra eles, mas depois da intervenção do advogado e de Albert Patras, diretor do grupo Social Environment Protection de direitos humanos, a polícia relutantemente registrou o caso contra os suspeitos como tentativa de assassinato e “tentativa de planejar um crime”.

O oficial Mirza Muhammad Jamil da delegacia de polícia de Fateh Shah se negou a falar com a Compass sobre o caso.

Tradução: Missão Portas Abertas

Comments (0)