Pastores são atacados e presos durante reunião de oração

Category:

Reações: 


ÍNDIA (22º) - Um grupo de radicais hindus atacou três pastores, uma mulher e uma criança no domingo, 18 de outubro, durante uma reunião de oração em uma igreja doméstica em Hyderabad, Estado de Andhra Pradesh, Índia. No domingo, os cristãos realizavam uma reunião de oração na pequena casa de Siluvai Kumar. Cerca de 40 pessoas estavam presentes. Por volta das 9h, um grupo de radicais hindus invadiu a casa e começou a agredir os cristãos. Os pastores Felipe, 39, Timóteo, e Siluvai Kumar ficaram gravemente feridos. O pastor Timóteo teve um ferimento sério em sua orelha esquerda. Os radicais também agrediram a esposa do pastor Felipe, Kézia, que está grávida, e sua filha Hepziba, de 18 meses. Os radicais pegaram todas as Bíblias que conseguiram, as destruíram e jogaram fora. Eles também danificaram os instrumentos musicais, tambores, portas de metal e janelas da casa. Então, os homens levaram o pastor Timóteo para a delegacia de Kukatpally, onde prestaram uma queixa falsa contra ele, alegando que ele havia urinado nos ídolos de um templo próximo. A polícia prendeu o pastor. O coordenador da organização Global Council for Indian Christians levou os feridos para o hospital e depois foi até a delegacia para intervir no caso dos pastores presos. Logo depois, a polícia liberou os cristãos.

O chefe de polícia tentou estabelecer um acordo entre as duas partes, e até ameaçou os homens com graves conseqüências se o ato se repetisse. Ativistas hindus já haviam alertado os pastores para não realizarem reuniões de oração na área. O pastor Felipe trabalha nos bairros pobres há anos.

Ore pelos pastores, suas famílias e ministérios. Ore também pela região de Kukatpally, para que os cristãos estejam em segurança e para que muitos conheçam o amor de Cristo.

Tradução: Missão Portas Abertas